Viagem & Gastronomia

Tour HT em Punta del Este – venha conhecer Casapueblo, obra de arte de Carlos Páez Vilaró, onde se vê o mais impactante pôr-do-sol

. A construção, que começou a ser feita pelas mãos de Vilaró em 1958, é toda branca e inspirou Vinicius de Moraes (1913-1980) a imortalizar o local com a música “A casa”. Está localizada a aproximadamente 16 km da região central de Punta del Este, em Punta Ballena

Publicado em 6 de novembro de 2016 | Por Heloisa Tolipan

No tour que HT fez por Punta del Este a convite do Enjoy Casino & Resort contamos a vocês sobre as delícias do hotel que atrai milhares de turistas o ano todo e mostramos um pouco sobre os atrativos da cidade com direito a vídeos produzidos por nós.

Agora, eu quero destacar a vista a um dos locais mais importantes das redondezas: Casapueblo. Idealizado na localidade de Punta Ballena pelo artista plástico, arquiteto e escultor Carlos Páez Vilaró (1923-2014), o local foi antiga casa de verão do artista que a transformou ao longo de 36 anos na cidade-escultura que inclui um museu, uma galeria de arte e um hotel. É universalmente conhecida como “escultura para habitar”.

Casapueblo - Foto: Punta Ballena (Henrique Fonseca)

Casapueblo – Foto: Punta Ballena (Henrique Fonseca)

O estilo é semelhante aos das casas da costa mediterrânea da ilha grega de Santorini e Vilaró destacava sempre que se inspirou no fazer um ninho tal qual o forneiro, um pássaro do Uruguai, que lembra o nosso joão-de-barro. A construção, que começou a ser feita pelas mãos de Vilaró em 1958, é toda branca e inspirou Vinicius de Moraes (1913-1980) a imortalizar o local com a música “A casa” (Era uma casa muito engraçada/não tinha teto, não tinha nada/ninguém podia entrar nela não, porque na casa não tinha chão …). Está localizada a aproximadamente 16 km da região central de Punta del Este, com acesso pela rodovia Interbalneária. A casa fica bem no final da Rambla Panorâmica no Camino a la Ballena.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ao descer as escadarias da construção toda branca, você pode observar inúmeras obras de arte do escultor até chegar à galeria de arte e ao restaurante, batizado Las Terrazas (Os Terraços). Antes de mergulhar na galeria de arte, o visitante pode conferir uma homenagem de Vilaró ao filho, Carlos Miguel, um dos sobreviventes que do acidente aéreo do vôo 571 da Força Aérea Uruguaia. O avião caiu nos Andes no dia 13 de outubro de 1972. A história ficou conhecida como a Tragédia dos Andes e virou filme. Vilaró e a mulher, Madelón, nunca perderam as esperanças nas buscas e Carlitos estava entre os sobreviventes resgatados em dezembro, que tiveram que se alimentar de carne dos outros passageiros mortos.

A galeria de arte e o ateliê do artista em Casapueblo recebeu algumas das mais importantes personalidades do mundo político e cultural. Podemos conhecer tapeçaria, pinturas em mural, cerâmicas, pinturas em telas, livros daquele que sempre se definiu como um “fazedor de coisas”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Bem em frente há um terraço de onde o visitante observa o mais impactante e espetacular pôr-do-sol. Quem já esteve lá sabe, mas aquele que quer ir a Punta del Este precisa ter a chance de observar o penhasco, aquele infinito de água e o sol se pondo lentamente ao som de um poema na voz de Vilaró. É de chorar de tão lindo e eu reproduzo aqui.

“Chau Sol…! Gracias por provocarnos una lágrima, al pensar que iluminaste también la vida de nuestros abuelos, de nuestros padres y la de todos los seres queridos que ya no están junto a nosotros, pero que te siguen disfrutando desde otra altura.Adiós Sol…! Mañana te espero otra vez. Casapueblo es tu casa, por eso todos la llaman la casa del sol”.

Pesquisas relacionadas