Viagem & Gastronomia

#NotíciasDaCorte por Fabiane Pereira apresenta a loja Jardim Flora, que vem enchendo Lisboa de flores e arranjos super cool com tempero brasileiro

As cariocas Maria Roberta Bevilacqua e Fernanda Maron se juntaram ao paulista Moisés Pozzi e inauguraram recentemente o Jardim Flora com um novo conceito no mercado de flores e folhagens na capital portuguesa. A loja, que também funciona como atelier tem uma pegada ‘florista boutique’ – movimento que já existe aqui no Brasil, principalmente em São Paulo, mas totalmente inovador em solo português. Vem entender!

Publicado em 8 de março de 2018 | Por Junior de Paula

*Por Fabiane Pereira

Roberta, Moisés e Fernanda, os nomes por trás da empresa

Como já contei aqui, estou há quase dois anos numa doce ponte aérea transatlântica por causa de um mestrado e esse vai e vem tem me proporcionado encontros maravilhosos. Conhecer as cariocas Maria Roberta Bevilacqua e Fernanda Maron e o paulista Moisés Pozzi está no meu top five da lista #amoLisboa. O trio de empreendedores brasileiros inaugurou recentemente o Jardim Flora e um novo conceito no mercado de flores e folhagens brotou na capital portuguesa. A loja, que também funciona como atelier, é uma graaaçaaa! A intenção foi unir a excelência dos produtos da região ao DNA ‘florista boutique’ – movimento que já existe aqui no Brasil, principalmente em São Paulo, mas totalmente inovador em solo português.

Maria Roberta é estilista, designer e artista plástica. Apaixonada por flores, plantas e tudo que envolve o universo handmade, ela já trabalhou em importantes empresas ligadas ao universo da moda mas sempre desejou ter seu próprio negócio, juntando suas paixões. Já a Fernanda tem formação publicitária e é especialista de brand solutions. Como boa parte desta geração nascida na década de 80, a Fê desejava morar fora do Brasil, montar um negócio e desenvolver seu conceito. Já Moisés, ligado ao universo audiovisual, vislumbrou uma boa oportunidade de investimento. Daí que o universo tratou de juntar os três.

Iniciada as pesquisas de mercado, o trio percebeu que há ótimos produtores locais, além da facilidade de importação das flores vindas da Holanda – país conhecido como o maior produtor de flores do planeta. Surgiu daí, a chance de levar aos portugueses um leque de opções criativas para presentear amigos, parentes e  amores. Além, claro, da possibilidade de criar, através da flora, uma identidade visual no meio corporativo.

O diferencial do Jardim Flora consiste em produtos personalizados, em que os detalhes são cuidadosamente pensados no que diz respeito ao processo de desenvolvimento e execução, que é manual. Ou seja, o conceito handmade está presente em todos os produtos: o buquê envelope, por exemplo, é uma apresentação totalmente nova, assim como as flores dentro de tubos de ensaios; vasos pintados de preto que o cliente pode personalizar com giz; enfim, ideia é o que não falta. As embalagens vêm inspiradas numa cartela de cor que varia ao longo do ano e as coleções de produtos também são pré-definidas, assim como no universo da moda – garantindo sempre uma novidade e tendência no Jardim.

Os serviços também seguem essa linha criativa: eventos de pequeno a grande porte – incluindo um jantar em casa para amigos -, hotel de plantas – cuidar das plantas de quem viaja – , encomendas especiais, entregas, assinaturas mensais – pessoais ou corporativas em três modelos diferentes, incluindo clientes como hoteis e restaurantes -, brindes corporativos e identidade visual das marcas através das plantas e flores. E assim, o jeitinho brasileiro vai entrando nas casas, hotéis, lojas, escritórios e restaurantes portugueses de forma lúdica, linda e bonita por natureza. Eu sugiro que você siga o Jardim Flora no Instagram. Dá vontade de morar dentro da loja.

Hoje, Dia Internacional da Mulher é um bom dia pra conhecer o Jardim Flora. Respeito, igualdade de direito e flores não fazem mal a ninguém. O Jardim Flora fica na rua Saraiva de Carvalho, 130, em Lisboa.

Pesquisas relacionadas