Viagem & Gastronomia

A marca brasileira Castellamares/Vila Jansen reúne qualidade, luxo e charme em um mesmo produto, responsável por impulsionar a economia sulista

A empresa é o resultado da união de dois gigantes da produção de vinhos e espumantes no Rio Grande do Sul. A personalização é a palavra chave deste empreendimento que pretende não só encantar pelo paladar, mas pelo olhar. Além de produzir bebidas saborosas, o grupo proporciona ao cliente momentos únicos no qual o mesmo pode escolher o seu rótulo, taça, balde e outros. "O espumante é alegria, momentos, brindes, felicidades e sonhos", garantiu Júnior Cavalca, diretor da Vila Jansen e embaixador da marca Castellamare

Publicado em 23 de Março de 2018 | Por Ana Clara Xavier

O sucesso de um empreendimento vai muito além do produto final e é sob esta perspectiva que a marca de vinhos e espumantes Castellamares/Vila Jansen criou o seu império. A união de duas empresas sulistas gigantes no mercado trouxe um olhar ainda mais visionário para os produtos o que culminou em uma expansão a nível nacional. Um dos motivos para o líquido precioso cair no gosto dos consumidores é a grande preocupação com a qualidade, desde a confecção até o momento em que a bebida é servida. Outro ponto muito interessante que cria um universo próprio em torno da garrafa é a personalização. O charme e o luxo destes produtos podem ser medidos pela própria vontade do consumidor, que pode criar uma logo para ser impressa em rótulos, taças e muitos outros recipientes. “Sou formado em Administração e Marketing e comecei a identificar que o espumante não é só o líquido. Na verdade, é alegria, momentos, brindes, felicidades e sonhos. Através disso, começamos um reposicionamento de marca para desenvolver o sonho das pessoas, transformando em momentos em únicos com a empresa e o próprio cliente”, afirmou Júnior Cavalca, diretor da Vila Jansen e embaixador da marca Castellamare. A sofisticação os produtos emocionam e quem pode falar isso com propriedade é a dona deste site, Heloisa Tolipan, que no evento Festejar Gramado, do ano passado, ganhou duas garrafas de espumante com um rótulo personalizado com o seu próprio nome.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Site Heloisa Tolipan: Um dos maiores charmes e diferenciais da marca é a personalização. Os clientes conseguem comprar garrafas com rótulos especiais, pingentes, taças e muito mais. Qual a necessidade que vocês enxergaram no mercado que acabou viabilizando este projeto?

Júnior Cavala: As propostas foram surgindo através da associação com vários parceiros. Sentimos a necessidade de fazer esta personalização porque, por exemplo, na inauguração de uma loja a pessoa está me pagando duas vezes ao comprar o produto e divulgando a minha marca. Dessa forma, damos à opção à pessoa de servir espumante da própria empresa para os convidados. Além disso, este mercado está em expansão e a arte abre caminhos para novos clientes.

Time de sócios da marca em evento (Foto: Divulgação)

HT: O sucesso atual da empresa é resultado da união de dois grandes produtores de espumantes e vinhos na região, a Castellamare e a Vila Jansen. Como aconteceu esta junção?

JC: O vínculo entre as duas empresas existe há muito tempo, já que a Castellamare fica na Vila Jansen, no Rio Grande do Sul. O meu avô paterno, por exemplo, foi diretor comercial da Cooperativa Vinícola São João, onde nós produzimos os espumantes, por mais de 30 anos e meus avós maternos inauguraram a primeira Loja de Secos E Molhados, criando um grande grupo no varejo.

HT: Inicialmente, a empresa era voltada para o meio de transporte, mas o potencial da bebida fez com que a Vila Jansen mudasse o seu foco de produção. Como aconteceu esta mudança?

JC: A minha mãe era comerciante e um dia ela vendeu 30 caixas de espumantes.  Neste momento, eu comecei a me interessar por este mercado, mesmo trabalhando em uma área muito diferente, como Consultor da Área de Transporte. Em novembro de 2013, entrei efetivamente no mercado e em dezembro já tinha conseguido vender mais de 780 caixas. Isto aconteceu porque faço parte do grupo COMJOVEM, que reúne filhos e executivos do Setor de Transporte de Cargas, e eles compraram para presentear os funcionários. Para uma única empresa na Bahia, vendi mil garrafas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

HT: A união de dois gigantes da região trouxe muitos pontos positivos para a Castellamare, personalizando a qualidade que já havia no produto. Quais aspectos você acrescentou à empresa?

JC: Começamos a trabalhar a marca a nível nacional, já que vários conhecidos quiseram levar o produto para os seus estados. Mudamos o conceito da marca e o posicionamento, dando o real valor ao produto.

Rótulo em metal dourado que acrescenta um ar sofisticado ao produto (Foto: Divulgação)

HT: Devido à instabilidade econômica, muitos ramos do comércio foram prejudicados pela crise devido à queda de poder de compra do mercado consumidor, o encarecimento da produção e outros. Houve alguma repercussão negativa, neste sentido, para a Castellamare/Vila Jansen?

JC: Não existiu crise, porque o consumo de vinhos e espumantes está aumentando muito no Brasil. Obviamente, se não existisse a instabilidade financeira nós teríamos crescido ainda mais.

Este slideshow necessita de JavaScript.

HT: Além de não ter enfrentado a crise, a marca ajudou muita gente a sair da crise já que a produção de vinhos e espumantes movimenta muita mão de obra desde a produção até a venda em lojas. Tem uma ideia da economia que Castellamare/Vila Jansen movimenta na região que é produzida?

JC: A Cooperativa Vinícola São João produz a marca e lá temos duas mil pessoas envolvidas somente na questão da produção e da colheita. Ao todo, são mais de 450 famílias fazendo em média 21 milhões de toneladas de uvas que são transformadas em 14 a 16 milhões de litros anuais. Isto para aquela região não é pouco.

A Castellamare ganhou o IX Concurso do Espumante Brasileiro na categoria Brut Rosé (Foto: Divulgação)

HT: O reconhecimento de todo este trabalho já apareceu de muitas maneiras, através de títulos e premiações. Em 2015, por exemplo, a Castellamare/Vila Jansen ganhou o IX Concurso do Espumante Brasileiro na categoria Brut Rosé.  Qual acredita que é o segredo do sucesso?

JC: Sempre é importante ganhar prêmios palpáveis, mas, para nós, o nosso principal troféu são os consumidores. A excelência está no nosso DNA e na preocupação da empresa, não é por acaso que o superintendente atual, Ismae Passini, foi eleito o Enólogo do Ano em 2008. O nosso diferencial é a preocupação com a qualidade do produto, desde a safra inicial até o produto final.

 

 

Pesquisas relacionadas