Cinema & TV

Débora Olivieri interpreta a mãe da protagonista de Deus Salve o Rei, vivida por Marina Ruy Barbosa: “Me espelhei nela para fazer a minha personagem”, contou

A atriz contou que é um pouco receosa quando o assunto é a nova geração digital, mas quando conheceu a ruiva o amor foi a primeira vista. A artista informou ainda que este trabalho parece ser diferente de tudo o que já fez e ainda aposta na existência de uma segunda temporada

Publicado em 7 de Fevereiro de 2018 | Por Ana Clara Xavier

Ela saiu de 1820 para desembarcar em 400 d.c., em uma trama que reúne castelos luxuosos e reinos divergentes. Diferentemente de sua última personagem, em Deus Salve o Rei, Débora Olivieri interpreta uma camponesa comum, mãe da protagonista Amália, vivida por Marina Ruy Barbosa. Em seu cotidiano mundano, a mulher precisa cuidar da casa e do sustento da família. “Parece que estou participando de algo grandioso que nunca fiz. Não desmerecendo outros trabalhos e outros personagens. Mas isso aqui é algo que está me tirando o fôlego, é muito lindo”, contou a atriz, que interpretou a rainha Carlota Joaquina em sua última aparição pelas novelas da Globo: “Novo Mundo também  foi um trabalho maravilho e só tenho a agradecer por ter feito. Fico feliz de poder fazer personagens e mulheres tão especiais”.

Nos bastidores, Marina Ruy Barbosa chama Débora Olivieri de ‘minha mãe’ e a troca de carinho é mútua. A atriz não poupou elogios ao se referir à jovem. “É muito incrível fazer essa parceria com a Marina. Ela é uma atriz espetacular, é uma profissional, uma artista muito intensa. Lembro que a minha tia Isa Gomes fez um espetáculo com ela, quando era bem jovenzinha. Quando ela voltava para casa, falava: ‘o que é aquela menina?’. Ela se atira de cabeça de uma maneira tão profunda”, relembrou. Apesar de estar encantada com a ruiva, Débora ainda não se convenceu se o talento está no currículo de todas as pessoas da nova geração. “Tenho dificuldade de aceitar esta galera digital, sou meio arisca. Apesar da dificuldade, vou tentando me acostumar com eles”, informou.

Em seu último papel nas telinhas, a atriz fez a Carlota Joaquina e mãe de Dom Pedro I. Agora, interpreta uma plebeia, mas também mãe de um protagonista (Foto: Divulgação)

Mas quando Débora se encanta é paixão garantida. A admiração que sente por Marina Ruy Barbosa é tão grande que ela contou que se apoiou muito na atuação da jovem no momento de criar a Constância. “Me espelho nela. É muito lindo uma atriz mais velha se espelhar em uma mais nova. Ela criou uma personalidade tão incrível para a Amália que me baseio nisto para fazer a minha personagem. Afinal, a essência dela seria resultado da criação da mãe, por isto dou pra minha personagem a essência que a Amália consome. Olho para a Marina e tento jogar na mesma direção. Sendo assim, posso dizer que a Constância é uma mãe moderna para a época”, acrescentou.

Giulio Lopes ao lado de Débora Olivieri, juntos eles fazem os pais de Amália (Foto: Divulgação)

A animação em ver as críticas positivas sobre a novela apenas impulsiona a atriz a acreditar no êxito de Deus Salve o Rei, que ela afirma que apostava na vitória desde o início das gravações. “Eu espero que ela seja um sucesso absoluto e que tenhamos várias temporadas, quero que a trama tenha alguma continuidade”, acrescentou.

Lançamento Livro de Marina Ruy Barbosa

A post shared by Debora Olivieri (@debbyolivieri) on

Pesquisas relacionadas