Música & Badalo

Pabllo Vittar lança clipe emocionante para a canção Indestrutível, no qual luta contra a homofobia com discurso poderoso: “Está na hora de transformar o preconceito em respeito”

A cantora, aliás, aproveitou o lançamento para anunciar o leilão de um dos vestidos que usa no clipe de “Indestrutível”. A renda será totalmente revertida para a ONG Casa 1

Publicado em 10 de Abril de 2018 | Por Junior de Paula

A cantora Pabllo Vittar mostrou que dá para usar o universo pop a favor de uma causa ao lançar hoje, dia 10 de abril, o emocionante vídeo da canção “Indestrutível”, na qual ela fala sobre a homofobia de uma forma bem tocante. O clipe, que tem direção de cena e produção de Bruno Ilogti, é ambientado a partir de uma memória dolorosa de adolescência cercada pela homofobia, ódio, discriminação e intolerância. A primeira imagem, aliás, é mesclada com a informação, em fundo preto, que diz: “73% dos jovens LGBTs sofrem bullying nas escolas”. Ponto central do clipe, a dor causada pelo preconceito foi a conexão principal para ligar tudo o que Pabllo viveu à história de todas as pessoas que se identificam com esses primeiros resquícios de agressão, que geralmente acontecem na escola, na adolescência. A história do garoto gay na escola, segue mostrando a violência física que os LBGTs são vítimas, que se sobrepõe à voz de Pabllo, que canta “Eu sei que tudo vai ficar bem e as minhas lágrimas vão secar”. As imagens em preto e branco que acompanham o dia a dia do jovem vítima da intolerância na escola são mescladas à imagem da artista que, em uma sala repleta por espelhos, surge se desmontando: “Se recebo dor, te devolvo amor”. Ao final da canção, Pabllo aparece no palco, poderosa, com um discurso enfático, finalizando com a frase: “Está na hora de transformar o preconceito em respeito!”.

O projeto ainda conta com o apoio da Coca Cola Brasil. A empresa colocou suas duas maiores marcas – Coca-Cola e Fanta – para combater o preconceito e reforçar seu compromisso com a diversidade e com uma sociedade mais plural. “Essa Coca é Fanta sempre foi uma expressão usada de forma pejorativa. E nosso papel é ajudar na conscientização dos brasileiros mostrando o impacto que essas ofensas tem na vida de uma pessoa. Por isso nos juntamos a Pabllo nesse projeto para transformar o preconceito em respeito, celebrando a liberdade”, afirma Conrado Tourinho, gerente sênior de comunicação e marketing integrado da Coca-Cola Brasil, sobre a frase que o garoto do clipe ouve quando os seus agressores mergulham sua cabeça no vaso sanitário. A cantora, aliás, aproveitou o lançamento para anunciar o leilão de um dos vestidos que usa no clipe de “Indestrutível”. A renda será totalmente revertida para a ONG Casa 1. Para ver o clipe, é só dar play:

Pesquisas relacionadas