Moda & Beleza

Após retorno da feira 40 Graus a Natal, Frederico Pletsch, diretor da Merkator, comemora boa edição e destaca potência da região no setor calçadista: “O futuro está aqui no Nordeste”

Para explorar a região, o executivo comentou o trabalho de interiorização promovido pela empresa. Nesta edição, por exemplo, Frederico reuniu, além das grandes marcas, representantes fora do grande eixo do setor. "Unimos turismo com negócios para os compradores do Norte e Nordeste. Mas isso é o trato de um profissional"

Publicado em 9 de março de 2018 | Por Julia Pimentel

Nada é por acaso. Nos últimos dias, acompanhamos em Natal, no Rio Grande do Norte, o sucesso de mais uma edição da 40 Graus. No encontro promovido pela Merkator Feiras e Eventos, que está em sua quinta temporada, lojistas e empresários de todo o Brasil dividiram espaço em busca de lançamentos e bons negócios no setor de calçados. E o resultado foi positivo. Pensada para alcançar boas projeções, esta 5ª edição da 40 Graus reuniu representantes de diversos estados em busca de oportunidade e modelos para duas datas importantes que se aproximam: o Dia das Mães e as Festas Juninas.

Leia também: 40 Graus: A maior feira de calçados e acessórios do Norte e Nordeste volta com força total ao Centro de Convenções de Natal na próxima semana, impulsionando o mercado varejista das regiões

Com o balanço positivo após três dias de eventos, Frederico Pletsch, diretor da Merkator Feiras e Eventos, destacou a força do Nordeste na economia brasileira, em especial no setor de calçados. Para ele, o que falta na região é um trabalho profissional e à altura da potência das indústrias locais. “A gente ficou um ano sem fazer a feira porque fomos procurar entender um pouco o que está acontecendo. Agora, estamos chegando a uma conclusão que no Norte e Nordeste sentia falta de profissionalismo nos eventos. Não é que eu sou melhor ou pior. Apenas respeito o lojista que está aqui dentro e o expositor, além de trocar muitas ideias”, comentou.

A partir deste ponto, Frederico Pletsch contou que passou a ter relações diferentes com seus expositores da 40 Graus. “Agora está começando a ser mais fácil. O lojista fala com a gente e pede o que ele quer, assim como o fabricante. Isso faz com que fique mais barato fazer um evento bem feito e muito profissional”, disse o diretor da empresa promotora da feira que vem ampliando sua cadeia. De acordo com Frederico Pletsch, outra questão importante que contribuiu para uma boa edição da 40 Graus nos últimos dias foi o trabalho de interiorização das indústrias expositoras. “Nós temos três pessoas especializadas nisso. Quando chegamos aos lojistas, parecemos Deus. Eles ficam surpresos de estarmos os convidando para a feira. Mas isso é o trato de um profissional. Nós temos que trazer eles para o nosso lado”, defendeu.

Com este pensamento, Frederico acredita estar desmistificando o perfil de expositores em feiras como a 40 Graus, que é muito esperada no calendário do setor. Fora que, com cada vez mais marcas fazendo parte desta vitrine, inclusive as do interior, o empresário apontou a expansão fashion dos negócios na região e no Brasil. “Eu acho que um dos maiores locais de moda é Natal. Aqui existem coisas impressionantes e lindíssimas que eles fazem”, disse o diretor da Merkator que defendeu um trabalho coletivo nos bastidores das negociações. “Se todos nós começarmos a fazer essa sinergia, eu acredito que este é um polo muito potente. Tenho absoluta certeza. O futuro está aqui no Nordeste”, apontou.

E neste trabalho de exploração de um campo em expansão e extremamente próspero, como avaliou Frederico Pletsch, o diretor da Merkator Feiras e Eventos caminha para uma realidade mais favorável do que a dos últimos tempos. Segundo ele, o atual panorama da economia brasileira revela um momento de otimismo, embora também tenha sua pitada de pessimismo. “O lado ruim é porque este ano temos Copa do Mundo e as famosas eleições. Se deixarem nós, empresários, trabalharmos, mostramos que o Brasil está crescendo e virando, e não é o governo. Se eles nos ajudassem um pouquinho, a gente cresceria ainda mais”, disse.

Mesmo assim, com trabalho, dedicação e inovação, este é um dos bons momentos da Merkator Feiras e Eventos nos negócios. Além de realizar uma edição de sucesso da 40 Graus em Natal, a empresa promotora de eventos se prepara para carimbar os passaportes. Em maio, Frederico Pletsch irá patrocinar o maior congresso do setor de calçados do mundo, que irá ocorrer em Porto, Portugal, em parceria com a Associação Portuguesa. “Portugal é uma extensão do Brasil e está cada vez mais lindo, turístico e com investimento”, destacou o empresário que, nesta experiência na Europa, quer levar o trabalho, os negócios e qualidade brasileira para o outro lado do oceano. “Vamos ter tudo o que oferecemos em uma SICC, por exemplo”, garantiu Frederico Pletsch mencionando a tradicional feira de calçados que ocorre em Gramado, também promovida pela Merkator.

Pesquisas relacionadas

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,