Gente & Comportamento

“Transtorno da Moda”: expo coloca beleza nos canteiros de obra, injetando concreto social na alvenaria do caos!

No Rio, a fotógrafa Anna Paula Pacheco chama uma coleguinha, uma blogueira, duas comediantes e uma musa do futebol para deixar no osso o reboco da má administração pública nas obras da cidade!

Publicado em 21 de abril de 2014 | Por Alexandre Schnabl

*Por João Ker

A fotógrafa Anna Paula Pacheco inaugura sua nova exposição no dia 05 de maio no Espaço Cultural da Fnac Barra Shopping. Intitulada Transtorno da Moda”, a mostra reúne 15 fotos realizadas com modelos posando em meio a escombros, barrancos e obras em construção, encontrados por todo o Rio de Janeiro dentro do atual momento de revitalização urbana. O intuito é levantar um debate sobre esses espaços e como a relação do ser humano com a natureza deve ser otimizada para uma maior qualidade de vida para todos.

As imagens se dividem em quatro temas/elementos: água, terra, fogo e ar. Com isso, a fotógrafa planeja mostrar o que é essencial à vida e evidenciar que a natureza também está em constante transformação. Entre as modelos usadas, estão Catarina Braga, musa da Torcida do Fluminense em 2013; a atriz Karina Martin, que faz a série “Pé Na Cova” de Miguel Falabella; Talita Alves, blogueira do Le Monde Littah; Carla Morone, coleguinha do Caldeirão do Huck; e Desirée Oliveira, atriz do programa Zorra Total. Um time que está acostumado a coisas mais levinhas que rebocos aparentes e poeira de obra e, dessa vez, está escalado para tratar de um assunto que deveria ser levado mais a sério na urbe-maravilha.

Afinal, problemas que servem de cenário não faltam na capital fluminense. Em uma cidade onde mobilidade urbana parece um sonho distante e qualquer chuva de 20 minutos causa alagamentos diluvianos por todos os cantos, as imagens expostas tratam de uma questão atual há muito notada, tanto por cariocas quanto por visitante. A infinitude de obras e reparos que a cidade precisa parece nunca acabar, os engenheiros de planejamento parecem recrutados no Circo Tihany e, enquanto isso a coisa não termina, são os habitantes que sofrem o prejuízo maior. Ainda nesses dias foi implodido mais um trecho da Perimetral e, como sempre, o Rio sofre com o péssimo trânsito e o abarrotamento dos transportes públicos. Sorte de Ana Paula que, se resolver transformar a exposição em uma série de fotos renovável a cada mês, conseguiria cenários mais do que suficientes para amealhar uma grana e se mudar para algum paraíso menos complicado.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Ana Paula Pacheco / Divulgação

Pesquisas relacionadas

  • Edson Saint Clair

    Não sou do Rio moro em São Paulo mas a gente acompanha o que acontece ai que em alguns casos não diferem de São Paulo e esse trabalho desta fotografa em conjunto com os demais colaboradores tenho certeza que vai ser fantatisto.
    Essa moça Ana Paula Pacheco fotografa muito ela aperta o botão da maquina com o dedo mas quem dispara suas fotos é o seu coração dai cara não tem jeito de sair uma foto que não seja completa.