Gente & Comportamento

Saia da Caixa com Helen Pomposelli: conheça a história de Fernanda Pereira, um dos nomes por trás do blog Apezinho

"No blog, conto a história e mostro a casa de amigos”, explica Fernanda, que sempre teve interesse em contar a história da casa das pessoas, e que divide a produção do blog com a irmã, Gabriela, e a mãe, Daniela.  Atualmente, ela largou tudo para focar no Apezinho

Publicado em 9 de agosto de 2017 | Por Junior de Paula

Fernanda Pereira por Miguel Moraes

*Por Helen Pomposelli

Nosso “ Saia da Caixa” de hoje vem cheio de glamour … Falo da publicitária e blogueira,  Fernanda Pereira, de 27 anos, que se formou  na PUC, está a frente do blog Apezinho  junto de sua mãe e irmã, e, como os pais, jornalistas de formação, desde pequena foi cercada por muita cultura, arte e música. “Um dos pontos muito importantes é a referência musical do meu pai como o jazz e a música brasileira, que me dá um suporte dentro da área de dança como o ballet. Íamos muito juntos ver Deborah Colker, ao Municipal e cinema juntos”, lembra Fê, que pensou a princípio em ser jornalista, mas seguiu a publicidade. “O sonho do meu pai sempre foi fazer móvel , ser marceneiro”, conta.

Mas a pergunta que não quer calar… por que decoração? “Esse lado da decoração, por incrível que pareça, é pela minha mãe. Pois desde pequena, ela comprava muitos livros de decoração e design de interiores, adorava  frequentar feiras de antiguidades e lojas de decoração. Uma das referências minha era passear no antigo Rio Design onde se reunia luxo com preços altos e na época, o chique era ter uma casa decorada por um arquiteto e decorador”.

Unindo a decoração pelo gosto de escrever e ler histórias de pessoas, Fernanda se reuniu com sua mãe, Daniela Pereira, e sua irmã, Gabriela Pereira, para criar o blog Apezinho. “No blog, conto a história e mostro a casa de amigos”, explica Fernanda que sempre teve interesse em contar a história da casa das pessoas.  Atualmente, ela largou tudo para focar no Apezinho. “Isso de descobrir o que gostava de fazer foi durante meu trabalhado em empresas. Ficava incomodada com o modelo de trabalho atual e que não acho saudável. Já trabalhei em várias empresas grandes e todos esses anos de experiência de publicidade me fizeram enxergar o que eu não queria e confirmava a minha vontade de ter o meu próprio negócio assim como uma vida saudável sem estar no meio louco da publicidade”, desabafa Fê, que desde 19 anos trabalhava na área e há um mês atrás decidiu não ter emprego e focar no projeto do Apezinho que vai lançar até o final do ano que parte da ideia de ser um jeito novo das pessoas alugarem apartamentos.

Fernanda Pereira por Miguel Moraes

Segundo a blogueira , o que mais a incomodava era de não conseguir ter tempo em focar em seus projetos pessoais. “Não acho que para você descobrir o que realmente quer fazer da vida deve ser de imediato. Tudo é um processo. Muitas vezes somos muito novos e com uma obrigação de escolher e seguir um caminho, ou seja,  o que pretende  seguir para o resto da vida e fico feliz de aos meus 27 anos ter a oportunidade de terminar um ciclo e me dedicar ao meu projeto. Muitas vezes achava que estava sem rumo e estava na ponta do meu nariz, o blog que tem quatro anos. Alguém precisava assumir isso, e seria eu”, diz.

Mas Fê, como é a vida de blogueira? É apostar no seu sonho, no seu projeto de vida e, ao mesmo tempo, não larguei meus freelas que me dão essa renda. A ideia surgiu há quatro anos quando  minha mãe parou para pensar que ela não era o modelo de mãe,  que não sabia cozinhar e que não se dedicava às tarefas domésticas e, assim, ela não havia preparado a gente pra sair de casa. Eu sempre achava que era fácil sair de casa, mas você tem que entender um pouco de tudo, um pouco de lei, economia, no mínimo de organização para você ter seu próprio canto.

Assim nasceu o Apezinho, com a ideia de deixar um legado de informações para quem está saindo de casa e não sabe por onde começar.  Segundo Fernanda, ninguém gosta de falar de finanças, que se você for ao mercado gasta uma quantia milionária e como economizar. “ O Apezinho é um guia pra quem quer sair de casa e recém- saído de casa e não sabe lidar com habilidades domésticas de grana, de cozinhar com histórias de amigos ou conhecidos”.

O blog, que começou com relatos de conhecidos tem hoje mais de 50 que procuram para contar a sua história. Lá você encontra a sessão do decorar, contar, manter, comer e mudar, e dentro da história do “contar” oferecem parcerias como o da marca de moda carioca Cantão que é o viver bem que conta histórias de pessoas que moram juntos e dicas acessíveis para quem acabou de se mudar e não tem muita grana.

“Existem tem três coisas que eu gosto muito do tema do blog, a primeira é que a gente não acredita que exista uma moda de decoração tipo certo, errado e tendência. Segundo é tirar a ideia que muita gente vende que para você ter um lugar decorado aconchegante e maneiro você precisa gastar muito dinheiro, terceiro que todo o conteúdo do Apezinho é a gente que faz ou nossos amigos que nos mandam. Sabe,  eu amo foto de decoração profissa, mas para você inspirar uma pessoa, vale muito mais algo verdadeiro. É real, não é uma coisa comercial”, explica a ideia, que, além do blog, oferece alguns serviços e cursos como a quarta edição da Oficina de bordado do Apezinho para linkar a marca do blog com o trabalho manual. “A ideia é apresentar uma técnica para que as pessoas pudessem criar elas mesmas e decorarem as suas casas e o bordado está sendo o curso chave do blog que está dando muito certo”.

Fernanda Pereira por Miguel Moraes

Dica de como Sair da caixa? Fernanda conta o conselho da mãe. “Quando eu decidi que ia focar no projeto do blog, eu escrevi um email gigantesco pra ela falando que nunca me senti tão confusa e sem saber o que eu queria. Ela disse – na verdade você não está confusa, você só está com medo. Então o conselho que eu dou é para a pessoa aceitar o que quer fazer, amar o que faz porque algum momento essa conta vai chegar. Se eu continuasse trabalhar com coisas que eu não acredito, ia ser infeliz. Não é fácil, mas deve focar e depositar as suas fichas”

Valeu, Fê!

Pesquisas relacionadas