Fotos

Às vésperas de dar à luz a primeira filha, Débora Nascimento faz ensaio com barrigão e posa em cachoeira: “Um ensaio livre com meu ventre cheio”

A atriz está gravida de Bella, sua primeira filha do casamento com José Loreto. As fotos são de Alex Santanna e fazem parte do projeto Ritos do Nascer ao Parir de Mana Bernardes

Publicado em 27 de Março de 2018 | Por Julia Pimentel

Agora falta pouco! Na reta final de sua gravidez, Débora Nascimento posou para as lentes do fotógrafo Alex Santanna exibindo o barrigão de nove meses. A fotos, que foram do estúdio a uma cachoeira, fazem parte do projeto Ritos do Nascer ao Parir, da artista Mana Bernardes, e eternizam o momento mágico da atriz. Casada com José Loreto há três anos, o casal aguarda a chegada de Bella, primeira filha dos atores.

Débora Nascimento para o projeto Ritos do Nascer ao Parir, de Mana Bernardes (Foto: Alex Santanna)

As fotos de Débora fazem parte do projeto de Mana Bernardes de transformar “Ritos do Nascer ao Parir” em um livro. Até 18 de abril, a artista está recebendo ajuda em um crowdfunding que, no momento, tem 55% do valor necessário arrecadado. Na descrição, Mana apresenta seu projeto autoral como uma biografia-ficcional e explica que o objetivo da obra é trazer mulheres para o protagonismo. Neste caso, a partir da relação materna. “Meu trabalho tem fixação em tornar protagonistas mulheres que, por um excesso da vida, não conseguiram disponibilizar a força total de sua expressão ao mundo. Nesse projeto, escolhi minha mãe, Rute Casoy, e sua trajetória profunda que passa pela ditadura, tortura, exílio, casamentos, filhos, trabalhos e uma enorme luta filosófica para preencher de sentido a sua e a nossa existência”, detalhou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O livro, segundo a artista, terá cerca de 300 páginas, será em preto e branco e terá manuscritos originais abrindo os capítulos. Mana Bernardes, que começou a trabalhar com artes fazendo joias usando materiais do lixo, foi professora de adolescentes desassistidos e ex-infratores e depois também se descobriu poeta, afirmou que este deverá ser um livro com valor acessível, fácil de ler e de levar.

Para ajudar o projeto “Ritos do Nascer ao Parir”, de Mana Bernardes, clique aqui.

Pesquisas relacionadas