Arte & Literatura

Flammarion Vieira transforma almofadas em obras de arte e homenageia os 450 anos do Rio de Janeiro

Artista gaúcho é pioneiro na técnica de assemblage em joias, assim como na utilização de suas caixas como quadros

Publicado em 28 de abril de 2015 | Por João Ker

Misturando passado e presente, praia e asfalto, o artista e joalheiro Flammarion Vieira, pioneiro em usar a técnica de assemblage – aquelas colagens em que várias imagens menores se transformam em uma maior – em joias e em transformar suas caixas em verdadeiras obras de arte, agora homenageia os 450 anos do Rio de Janeiro em uma coleção de almofadas incríveis, que misturam todas as caras da capital fluminense. Para o autor, a “assemblage é a arte de viver a ilusão que mais lhe atrai… é colar e montar um mundo particular, alegórico, fantasioso e onírico”.

As estampas trazem verdadeiros símbolos da história do Rio, como o Pão o de Açúcar, as casas de Santa Teresa, o pôr-do-sol no Arpoador, o Calçadão de Copacabana, a vista do Cristo Redentor e por aí vai. Misturadas a esses cartões-postais estão imagens de pin-ups, candelabros e carruagens que lembram o tempo do Império, alem das próprias joias criadas pelo artista. Um mimo que, certamente, ainda serve como um ótimo presente para o Dia das Mães que está chegando.

Este slideshow necessita de JavaScript.

As peças podem ser feitas em veludo ou microfibra, e são adquiridas através do portal Um Olhar (umolhar.net) , da empresária Paola Bonelli.

Pesquisas relacionadas